CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Portal de Poesia - Suely Andrade
 Fazer da palavra um embalo é o mais puro e apurado senso da poesia. Mia Couto
Textos


Provocação

Um solo vindo da rua,
A luz de neon e toda a claridade, 
Menos a luz da Lua
Banhando a sala
E a minha dura realidade.

Na prateleira, aquela garrafa de bebida não falava nada
Me olhando de um jeito...
Beber eu não bebo nem para ficar embriagada,
E garrafa não olha nem cala,
Mas é que àquela noite eu andava meio inebriada,
E não era por nenhum motivo entorpecente.
É que às vezes o que nos embriaga é gente.

Mesmo que garrafa não seja ouvinte
E que também não tenha fala
Ou faça coisa alguma,
Eu acompanhava a canção
Conforme a escala
E a estrofe seguinte
Por pura provocação,
Mas sem raiva nenhuma.
Suely Andrade
Enviado por Suely Andrade em 21/01/2018
Alterado em 21/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários